Qual a participação do Agronegócio na economia brasileira em 2017

Setor é responsável por metade das exportações e por 21% do PIB do país

31-07-2017

agronegocio-economia-brasilFoto: Shutterstock

O Agronegócio pode ser considerado, hoje, o setor mais importante para a retomada da economia nacional. Atualmente, o segmento representa 21% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e é responsável por metade das exportações, tendo papel ativo no saldo positivo da balança comercial brasileira.

2017
A economia brasileira registrou, no primeiro trimestre deste ano, o primeiro resultado positivo após dois anos seguidos no vermelho. O PIB cresceu 1% no período em relação ao quarto trimestre de 2016: o principal fator para o resultado positivo foi o desempenho do setor agropecuário, que cresceu 15,2% em relação ao mesmo período em 2016 e 13,4% em relação ao quarto trimestre do ano passado.

A expectativa é que que fatores como o clima, variação cambial e a baixa base de comparação em relação a 2016 continuem dando frutos até dezembro, fazendo com que a produção agrícola cresça, na pior das estimativas, 6%. Outro fator que influenciou esse crescimento foi a alta dos preços, que, justamente em função das quebras de safra do ano passado, incentivou os agricultores a ampliarem a área de plantação.

De acordo com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), o setor agrícola representa, atualmente, 48% das exportações totais do país e é o que mais gera renda para o Brasil: as regiões que estão mais se beneficiando com os resultados positivos são, principalmente, o Centro-Oeste e o interior de Estados como o Paraná e Santa Catarina.

Quem lidera as exportações é a soja. Em maio de 2017, foi responsável por 48,8% das atividades do agronegócio no mês, gerando um total de U$ 4,72 bilhões para o país. Açúcar (US$ 824,22 milhões), celulose (US$ 527,72 milhões) e carnes (US$ 1,22 bilhão) também contribuíram para o saldo positivo da balança comercial brasileira.

Além dos resultados econômicos positivos, pelo segundo mês consecutivo, o Brasil teve saldo positivo na geração de empregos. De acordo com o Ministério do Trabalho, 34.253 novos postos de trabalho formal foram abertos em maio, um aumento de 0,09% em relação a abril. No acumulado do ano, houve um crescimento de 48.543 postos.

Dos oito principais setores da economia, o que teve o maior desempenho positivo foi a Agropecuária, que gerou 46.049 novos postos de trabalho, um crescimento de 2,95%. As culturas responsáveis por esse resultado foram o café, especialmente em Minas Gerais; a laranja, em São Paulo; e a cana-de-açúcar, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Veja também:
» Quero que minha empresa cresça: as principais notícias sobre gestão, mercado, marketing, estratégia e finanças
» Conexões: os cases de sucesso que indicamos conhecer
» Cursos online que disponibilizamos para você e seus funcionários
» Construindo Equipes: anuncie suas vagas gratuitamente conosco
» Desenvolvimento: as ferramentas essenciais para gerir o seu negócio

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Ministério prorroga prazo para renovação do Selo Nacional da Agricultura Familiar

Notícias e Atualidades

Santander e Esalq/USP realizam Cerimônia de premiação do Prêmio Novo Agro. Conheça os vencedores.

Desenvolvimento

Programa Produzindo Certo - Fazenda Brasilândia

Desenvolvimento

Programa Produzindo Certo - Fazenda Segredo

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR