Como ter um site seguro e garantir a preservação dos dados dos clientes?

Uma boa hospedagem pode minimizar os riscos e resolver os problemas com rapidez e eficácia

10-09-2018

site seguro


Ao 
estruturar sua gestão de TI, é fundamental investir em um site seguro para se proteger do grande número de cibercrimes que vêm ocorrendo. Conforme o estudo International Business Report da Grant Thornton – The Global Impact of Cyber Crime, realizado com 2500 líderes de organizações, de 36 economias, o prejuízo devido a ataques virtuais atingiu US$ 280 bilhões no mundo em 2016.

Além disso, tem se tornado comum o vazamento de dados de empresas por meio de serviço online. Por exemplo, em 2014, cibercriminosos invadiram o sistema da Sony e divulgaram milhares de dados sigilosos de funcionários — como salário, histórico médico e número de identificação de segurança social.

Outro caso ocorreu com o LinkedIn, em 2012, quando cerca de 6,4 milhões de senhas foram divulgadas na internet, colocando em risco a conta do usuário e suas informações.

Para evitar esse tipo de situação, listamos alguns cuidados que você deve ter em seu site. Acompanhe!

Fazer a atualização periódica de software

É essencial atualizar periodicamente o sistema de segurança que protege os dados do cliente no seu site. O mesmo deve ser feito com todo programa de backup, solução gerencial ou qualquer software usado no ambiente corporativo. Muitas atualizações são feitas para corrigir alguma falha, vulnerabilidade ou brecha que pode facilitar um acesso não autorizado.

Criar uma senha segura

É necessário incentivar seu colaborador a utilizar uma senha segura para acessar qualquer sistema vinculado ao site da empresa. Normalmente, solicita-se o uso de no mínimo 8 dígitos, incluindo letras (maiúsculas e minúsculas), números e caracteres especiais. Também é importante trocar a senha de tempos em tempos.

Ter um Certificado SSL/HTTPS

O protocolo Hypertext Transfer Protocol Secure (HTTPS) aumenta a segurança das informações que circulam entre seu site e o internauta na web. Ele inclui uma camada de proteção na troca de dados entre um servidor e um computador.

Em um e-commerce, portal ou site que tenha protocolo HTTPS, a comunicação é criptografada — o que eleva a segurança dos dados e dificulta a interceptação de informação.

Para instalar o protocolo HTTPS, é necessário obter o Certificado Secure Socket Layer (SSL) — mecanismo empregado para codificar dados por meio de criptografia. Após isso, a URL do site é convertida ao HTTPS. Um ícone de cadeado verde indica que a página é segura.

Segundo uma pesquisa da BigData Corp, solicitada pela Serasa Experian, mais de 40,1% dos sites brasileiros não têm certificado de segurança. Isso corresponde a cerca de 7,2 milhões de endereços virtuais, que estão vulneráveis a ataques cibernéticos.

Criar uma política de acesso ao site

O uso de um sistema de segurança, como firewall, pode perder eficiência se não houver uma política de acesso ao site. É preciso definir o que é ou não permitido ao manipular qualquer informação confidencial ou crítica em seu sistema de gestão.

Além disso, lembre-se de fazer um contrato de confidencialidade com a equipe, indicando o comportamento esperado no trato de informações do cliente. Também emita um aviso periodicamente para lembrar sobre a importância da atualização de senha.

Outra dica é implementar uma prática que impeça o funcionário de copiar um dado do sistema e levá-lo para casa. Você pode até mesmo restringir o uso de aparelho eletrônico em determinadas situações.

Investir em uma boa hospedagem

É importante investir em um bom servidor de hospedagem — o local em que os arquivos do site (e seu banco de dados) serão armazenados. Para isso, é necessário checar se a empresa contratada oferece:

  • datacenter robusto;

  • regra de firewall ampla e customizável;

  • backup periódico;

  • possibilidade de usar um servidor dedicado, ou seja, exclusivo para seu negócio;

  • suporte 24 horas, 7 dias por semana, para ajudar durante um eventual problema — como site fora do ar devido a um ataque cibernético, por exemplo.

 

Com esses cuidados, você terá um site seguro. Contudo, lembre-se de que é necessário investir periodicamente em ferramentas de proteção online e em novas práticas de segurança. Os cibercriminosos se aperfeiçoam a cada dia.

Por fim, realize uma avaliação de desempenho constante sobre o resultado obtido com sua política de segurança digital.

Sabia que o Santander mantém uma parceria com a Locaweb, uma das maiores empresas de hospedagem de sites do país? Que tal conferir essas vantagens?

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Organização de conteúdos digitais pode afetar produtividade da sua equipe

Notícias e Atualidades

Conheça 3 aplicações de Blockchain nas empresas?!

Desenvolvimento

Cloud computing e Software as a Service

Desenvolvimento

Os novos empreendedores digitais com Romero Rodrigues Herman Kazah e Gustavo Arjones

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR