Os segredos para abrir um restaurante

Perguntas e respostas que devem ser feitas pelos proprietários antes de iniciar um negócio no ramo de alimentação

09-02-2018

Restaurant


“Todo mundo precisa comer” ou, então, “com comida as pessoas não economizam dinheiro”. Quem nunca ouviu essas frases que já são quase chavões quando o assunto é abrir um estabelecimento que sirva refeições.

 

Mas afinal, vale a pena abrir um restaurante?

 

Fica uma dúvida: Já que esse ramo de negócios é tão promissor, por que tantos fecham as portas pouco tempo depois de serem inaugurados?

De acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de São Paulo, a cada 100 estabelecimentos na capital, 35 encerram as atividades nos primeiros 12 meses.

Outro dado assustador: apenas três restaurantes sobrevivem após a primeira década.

 

Para fugir desse cenário, tenha em mente que abrir um estabelecimento que sirva refeições vai muito além da fome dos futuros clientes. É preciso analisar e estudar os cenários possíveis como localização, horário de funcionamento, tipo de refeição que será servida, faixa de preço, variações de cardápio, etc.

Outro fator muito importante é a concorrência. Quantos outros restaurantes existem na sua rua ou região? O que eles oferecem? Qual será o seu diferencial para sobreviver à disputa de clientes?

Em resumo, é necessário elaborar um detalhado plano de negócio, com todas as características do seu futuro restaurante.

Pensando em montar um restaurante ou pequeno café?

 

De olho nas legislações

É fato: muitos restaurantes têm problemas no funcionamento pelo fato de não estarem totalmente de acordo com as leis. E elas são várias, viu, em diversos âmbitos.

A começar pela instalação: o registro do imóvel, o funcionamento sob as regras de cada prefeitura, a abertura de empresa e as licenças necessárias.

Paralelamente a essas regras, estão as normas da Vigilância Sanitária, que devem estar plenamente de acordo ou, então, o restaurante corre o risco de ser autuado e, até mesmo, ter suas atividades interrompidas.

 

Reserve o capital necessário

Um restaurante não se paga no exato primeiro dia de funcionamento. Existe todo um fluxo de investimento que deve ser levado em consideração até que, efetivamente se pense no lucro.

É necessário ter um capital de giro guardado para os meses iniciais, para que tudo se desenvolva de maneira satisfatória e, a partir de um determinado momento, seu restaurante passe a ocupar um ponto de destaque e sucesso na cidade.

Boa sorte para os empreendedores e bon apetit aos futuros clientes!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

5 dicas de organização do ambiente de trabalho para ficar de olho

Notícias e Atualidades

4 motivos para utilizar documentos digitais e organizar a empresa

Desenvolvimento

Gestão de Produtos: Gerenciando o Estoque

Desenvolvimento

Qualidade em Serviços

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR