O que é ERP? Pequenas empresas precisam desse software?

Sistema auxilia no gerenciamento e automação de informações de setores como estoque, financeiro e compras.

08-10-2018

o que e erp


A empresa que quer melhorar a sua
estrutura de gestão pode conquistar esse objetivo com um sistema tecnológico. Ao pesquisar sobre solução gerencial, provavelmente vai surgir a questão: o que é ERP?

A sigla representa Enterprise Resource Planning. É uma das ferramentas de gerenciamento mais completas do mercado. Ela funciona como um sistema integrado de gestão empresarial, isto é, agrupa todo processo existente nos diferentes departamentos de um negócio.

O ERP é capaz de gerar muitas vantagens. Segundo a 2° pesquisa Panorama Mercado de ERP, 77% das empresas que usam ERP se dizem satisfeitas ou muito satisfeitas com ele, enquanto apenas 4% estão insatisfeitas. Além do mais, 44% das organizações participantes do estudo pensam em investir no aperfeiçoamento de seu processo de gestão com o emprego de ERP.

Quer descobrir por que a percepção desse sistema é tão positiva? Continue lendo!

O que é ERP e como funciona?

A solução, também chamada de Planejamento de Recursos Empresariais, automatiza e integra processos de diferentes setores. Devido a isso, ela cruza dados de atividades distintas, fornecendo maior controle sobre o fluxo de trabalho e gerando informação estratégica para a tomada de decisão.

Essa integração pode ser funcional, por meio de recursos/módulos específicos para a atividade do setor (financeiro, estoque, compras etc.). Também pode ser sistêmica, ou seja, fornecer suporte para uma questão maior — como apoio à decisão ou processamento de transações.

Por que a pequena empresa precisa de ERP?

Um ERP é capaz de centralizar informações vindas de várias áreas, facilitando uma visão 'macro' do ambiente corporativo. Em geral, a empresa que não utiliza essa solução mantém seus dados em diferentes ferramentas, que nem sempre são compatíveis entre si. Isto é, elas não conseguem compartilhar informações adequadamente.

O ERP, por sua vez, facilita entender o fluxo do negócio, permitindo enxergá-lo do início ao fim. Além disso, melhora o controle do que ocorre nele e simplifica procedimentos.

Se o sistema estiver na nuvem, ainda é possível ter escalabilidade. Ou seja, ele continua utilizável mesmo que o negócio cresça ou diminua.

Quais são os benefícios de investir nesse software?

Otimizar a produtividade

Uma ferramenta ERP normalmente é construída com referência nas melhores práticas do mercado. Também é ajustada ao longo do tempo com base no uso de diferentes empresas. Graças a isso, é possível contar com um fluxo otimizado, que contribui para elevar a produtividade.

Outros fatores que ajudam a aumentar a eficiência das atividades são:

  • a automatização de atividade repetitiva;

  • obtenção de dados estratégicos com avaliação de desempenho e outros indicadores;

  • melhoria na realização de processo feito em conjunto por departamentos distintos. Como tudo é concentrado na mesma solução, é possível evitar qualquer incompatibilidade, erro na troca de dados e falha de comunicação.

Reduzir custo

Ao simplificar a gestão, o ERP promove uma redução de custo. Também diminui a ocorrência de erro e melhora a tomada de decisão, contendo riscos que podem gerar perda financeira.

Melhorar a segurança da informação

Um ERP centraliza a informação em seu banco de dados, por isso ela fica protegida. O sistema pode contar com autenticação e permissionamento, liberando o acesso somente a quem estiver autorizado. Seu conteúdo também pode ser salvo e recuperado via backup, inclusive na nuvem (para o ERP que tenha essa opção).

Como implementar um software ERP em sua empresa?

É preciso buscar uma companhia de tecnologia com um sistema ERP de referência, especialmente no segmento de seu negócio.

Também será necessário mapear os processos e identificar o sistema que melhor se adapta a eles. O ideal é ter um bom nível de customização. Contudo, eventualmente será preciso modificar a forma de operar da sua empresa.

Ficou claro o que é ERP? Se sim, uma última recomendação: lembre-se de buscar uma desenvolvedora que ofereça um sistema seguro, além de um amplo treinamento para que sua equipe aprenda a operar a ferramenta. Também é essencial ter um bom suporte técnico.

Quer melhorar ainda mais o gerenciamento da sua empresa? Visite o espaço de Estratégia e Gestão do Santander e descubra como isso é possível!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Santander e Fundação Dom Cabral realizam evento sobre as perspectivas macroeconômicas de 2019

Notícias e Atualidades

Você sabe como escolher um banco no exterior?

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR