Internacionalização de startups: conquiste o mundo com suas ideias

Startups brasileiras vêm ganhando prestígio no exterior, e a sua pode ser a próxima.

21-06-2018

internacionalização de startups

A internacionalização de startups amplia a chance de sucesso dessas empresas, seja
pela exportação de um serviço ou produto inovador, seja pela abertura de filial no exterior.

Um exemplo disso é a PSafe, desenvolvedora de aplicações de segurança que expandiu suas operações para os EUA. Ela foi a primeira empresa brasileira de aplicativos a
ultrapassar R$ 1 bilhão em valor de mercado.

A Movile, dona do iFoods e de outras soluções, já alcançou mais de 100 milhões de usuários em seus apps e conta com 15 escritórios em 7 países. As oportunidades internacionais envolvem também a captação de recursos. Isso ocorreu com o Netshoes, e-commerce de artigos esportivos, que abriu capital na Bolsa de Nova Iorque em 2017.

Esses são só alguns exemplos de muitas startups que estão atrás do sucesso no mercado internacional. Sua empresa pode ser a próxima. Não acredita? Isso é possível para qualquer negócio que comece aplicando os passos abaixo. Confira!

Faça uma boa pesquisa de mercado

A internacionalização de uma startup deve ser realizada com base em uma pesquisa sobre o mercado exterior. Entre outras coisas, é preciso:

?      verificar qual poderá ser a recepção do serviço/produto;

?      avaliar potenciais concorrentes e a média de preço que praticam;

?      conhecer as leis e a tributação do local em que se quer operar;

?      identificar rotas de envio de produtos/serviços para sua logística internacional.

Uma boa forma de adquirir conhecimento sobre um mercado estrangeiro é por meio da participação em congressos, feiras internacionais e salões de eventos relacionados à área do seu negócio.

O governo brasileiro, inclusive, lançou o StartOut Brasil, um programa para ajudar startups em ecossistemas de inovação no exterior. O projeto seleciona 15 empresas em cada ciclo de imersão. Elas recebem consultoria e treinamento em vários campos e participam de uma missão internacional para prospecção de clientes e investidores.

Monte um planejamento de atuação

Após levantar as informações necessárias para internacionalizar sua startup, é hora de elaborar um plano estratégico. É preciso definir:

?      campanhas de marketing internacional;

?      formas de gerenciar remotamente a equipe do local (em caso de abertura de filial);

?      política de preço;

?      objetivos;

?      valores e missão;

?      potenciais clientes, fornecedores e distribuidores;

?      eventuais barreiras culturais ao produto/serviço.

Veja como captar investimentos

É importante buscar uma fonte de recursos no exterior para financiar a operação de sua startup. Algumas das mais comuns envolvem captação de valores com um fundo de investimento ou com joint venture, abertura de capital em Bolsa de Valores e venda de participação acionária da empresa para parceiros internacionais.

Busque parceiros no exterior

Buscar parceiros, como um fornecedor internacional, é uma boa forma de operar com maior segurança no exterior. Para escolher bem e evitar problema, visite o Clube Santander Trade, uma rede de relacionamento entre clientes Santander.

Ele facilita sua inserção no mercado exterior graças a uma comunidade de importadores e exportadores distribuída em 12 países em que o banco atua.

Eduque o mercado

Talvez seja preciso desenvolver uma nova cultura no mercado desejado para que a recepção a seu produto/serviço seja positiva. Isso significa que poderá ser necessário criar a demanda para o que sua startup oferece — especialmente se ela atua com um item ligado à cultura brasileira, que não seja comum lá fora.

A internacionalização de startups requer muito preparo para não ter problema em um território estrangeiro. Contudo, buscando ajuda especializada, formando parcerias e fazendo um bom plano de atuação, as chances de esse passo dar certo aumentam bastante.

Por falar em apoio, conheça o Internacional Desk do Santander e tenha acesso a profissionais que podem colaborar no processo de internacionalização do seu negócio!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Internacionalizar para Europa: o velho continente é a melhor opção?

Notícias e Atualidades

Vinho brasileiro ganha destaque no exterior

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR