Home office como solução para redução de custos?

Por: Fernando Angelieri

Este é o momento para tomar decisões em busca de benefícios no futuro.

18-05-2015
home-office-noticias

  

O futuro em médio prazo não se desenha muito promissor, e este é o momento que devemos tomar decisões ágeis, mas visando benefícios em longo prazo. O 
home office pode ser uma das alternativas de redução de custos, tanto para a empresa quanto para o trabalhador.

Para a empresa, o impacto direto é sobre a área alocada, mas também implica na redução de vários outros fatores como eletricidade gasta com ar-condicionado e luz, copa, limpeza e estacionamento.


Para o trabalhador, também há uma série de redução de custos como, por exemplo, a alimentação e vestuário. Para quem utiliza o próprio carro, os impactos são ainda maiores financeiramente, além do ganho de 2 a 4 horas que eram perdidas no trânsito.

Entretanto, há algumas preocupações inerentes a esse processo para a empresa:

1 - Preciso ver meu funcionário

Contraponto: Como você faz com aquele funcionário que fica no andar superior ou mesmo em outra filial? Os controles das demandas precisam ser feitos com ou sem home office. Se você ainda não tem, pode apostar que tem dinheiro “escorrendo pelo ralo”.

Lição de casa
: Mesmo com o funcionário no mesmo andar, opte pela comunicação eletrônica ou telefone e veja o que está faltando no seu processo. Procure ter intervenções semanais ou no máximo uma vez ao dia. Isto faz com que suas demandas sejam mais bem planejadas e o colaborador se torne mais eficiente.

2 - Risco de vazamento de informações

Contraponto: A sensação de segurança é apenas estética: com celulares ou microcâmeras, o funcionário pode fazer o que bem entender com ou sem home office. 

Lição de casa
: Verifique se você já tem o mínimo de controle sobre os acessos e arquivos restritos. Talvez você descubra que até o seu estagiário tem acesso à pasta do RH com todos os salários dos funcionários.

3 - Não tenho como controlar a jornada de trabalho

Contraponto
: O próprio Ministério do Trabalho e Emprego já resolveu este problema através da Portaria 373 onde autoriza o registro de ponto através do computador. 

Lição de casa
: Confirme com o seu sindicato se o acordo engloba a portaria 373. A maioria já aceita

4 - Não tenho ferramentas de TI para o trabalho remoto

Contraponto: Já existem diversas ferramentas prontas para uso corporativo para o compartilhamento de documentos, comunicação e telefonia, entre outras. 

Lição de casa
: Se você não tem um sistema de colaboração de arquivos, troca de mensagens ou áudio/vídeo (corporativos), sua empresa já está perdendo dinheiro com a baixa produtividade e altos custos com a telefonia tradicional!

Estas ferramentas não são apenas para o home office, mas também para a rotina da empresa.


Fernando Angelieri é formado em Processamento de Dados pela FASP, com MBA em Gestão Estratégica de TI pela FIAP e em Administração pela FVG. Atuou em grandes empresas como Accenture e Microsoft e atualmente é um dos fundadores da TradingWorks, ferramenta na nuvem com foco na gestão de timesheet, atividades e projetos.


Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

O voluntariado empresarial pode engajar os funcionários da sua empresa

Notícias e Atualidades

Por que contratar estagiários para sua empresa

Desenvolvimento

Pessoas e a Organização

Desenvolvimento

Gestão Por Resultados - Colhendo Ganhos Imediatos