Guia “ensina” como a empresa pode exportar para a Argentina

Material do Ministério das Relações Exteriores foi atualizado no início do ano com mais detalhes sobre exercer atividades de comércio exterior em terras argentinas

09-03-2018

Guia - Exportar para Argentina


Um guia, desenvolvido pelo Ministério das Relações Exteriores – e atualizado recentemente –, tem o objetivo de abordar informações práticas sobre economia, infraestrutura e acesso ao mercado para exportar ou importar da Argentina.

De acordo com o documento Como Exportar: Argentina, o país vizinho representa o principal parceiro comercial em toda a América Latina.

A publicação recebe a assinatura da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), órgão que tem por objetivo trabalhar a competitividade de empresas locais na promoção da internacionalização.

 

O comércio exterior com a Argentina em números

A Argentina possui território de 2,7 milhões de quilômetros quadrados e uma população de mais de 43 milhões de habitantes. O PIB em 2016 era de US$ 526 bilhões.

Quando o assunto é exportação, somente no ano de 2016, levando-se em consideração tudo o que foi exportado para o Mercosul, estima-se que 73% foi destinado para o mercado argentino.

 

7 razões para internacionalizar o seu negócio



Câmbio

A moeda do país vizinho é o Peso ($).

Em novembro de 2017, data mais atualizada de acordo com os apontamentos do guia, 1 dólar era equivalente a $18.

As cédulas em circulação na Argentina são nos valores de 2, 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500 pesos, sendo as moedas nas versões 1 e 2 pesos, e de 25 e 50 centavos.

 

Exportações e importações

No campo das Exportações, 20% das mercadorias que deixam o país têm como destino o Mercosul.

De janeiro a outubro de 2017, para se ter uma ideia, 78,5% das exportações ao bloco comercial tiveram o Brasil como destino final.

China, EUA, Vietnã e Chile também ocupam destaque entre os destinos.

Já nas Importações, também está no Mercosul o maior mercado de origem. Dos US$ 14 bilhões importados em 2016, mais de 91% eram produtos brasileiros.

O país também importou da China, UE e EUA.

 

Mais informações sobre internacionalização

Para mais informações sobre dados e balanços do comércio exterior, acesse e confira o Santander Trade. Para acessar a íntegra do guia Como Exportar: Argentinaclique aqui.

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Como definir o preço de exportação de forma estratégica

Notícias e Atualidades

Logística internacional: 3 dicas para otimizar os processos

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR