Fundador e CEO do Roldão Atacadista, Ricardo Roldão fala sobre a importância de empreender e os impactos causados na sociedade

Em conversa durante a Semana Global do Empreendedorismo, empresário analisou mudanças no cenário empreendedor e comentou a importância de se renovar

21-11-2016

importancia-de- empreender-noticiasFoto: Shutterstock

As preocupações diante as mudanças na maneira de empreender, o sentimento de contribuir para a sociedade e o que é preciso ter e fazer para ser um bom empreendedor. Esses foram os focos abordados por Ricardo Roldão, fundador e CEO do Roldão Atacadista, durante sua participação na Semana Global do Empreendedorismo, realizado pelo Banco Santander, no mesmo dia em que foi divulgado o Índice de Cidades Empreendedoras 2016, realizado pela Endeavor. Utilizando a sua própria trajetória como case, Roldão contou como aprendeu a superar obstáculos e se reinventar perante os desafios.

O CEO contou um pouco sobre o caminho percorrido entre vender limões na feira até seu posto atual na empresa. De acordo com Ricardo, um dos passos principais para empreender é querer transformar a sua própria vida. “Como empreendedor, você precisa ter um sonho, essa vontade de mudar de vida”, explica. Foi a partir desse desejo que, junto ao pai, ele começou a vender linguiça, negócio que futuramente se transformaria no atacadista. Aos poucos, o aprendizado adquirido na venda de porta em porta fez o então garoto de dez anos perceber nuances sobre como funcionava uma concorrência e como ser criativo para se sobressair no mercado.

Ele explica que, por mais cauteloso que o empreendedor seja, é necessário assumir alguns riscos, utilizando o que se tem de positivo para reverter situações negativas. Como exemplo, ele conta o momento em que aconteceu a abertura da loja do Roldão, a primeira da rede a funcionar como autosserviço. “A gente não fazia a mínima ideia de estratégia de marketing, achava que era só abrir a loja e ia ser um sucesso de venda. Quando a gente abriu e no primeiro dia nós vendemos doze mil reais com um estoque de seis milhões, aí, que veio realmente o espírito empreendedor de sobrevivência”, conta. Aproveitando a popularidade do estabelecimento na região, ele conseguiu repassar produtos para outros varejistas, algo feito até hoje, expandindo o empreendimento.

Para Roldão, é necessário ser criativo e acreditar em suas próprias decisões. “É ver uma oportunidade e tentar seguir uma estratégia”, diz. No entanto, se adaptar ao cenário também é fundamental.Com a entrada de novas formas de empreender, além do peso adquirido pelas redes sociais e as plataformas online como um todo, Ricardo acha imprescindível avaliar o que funciona melhor para o seu tipo de negócio. “Toda empresa tem que ter os seus canais de venda. O importante é a gente vender e estar atento aos canais que vão sustentar”, explica. A Roldão, no caso, aposta nas vendas pela web e nas televendas.

Ricardo acredita que, mais do que o retorno capital, o principal reconhecimento do empreendedor, e também um reflexo da sua importância para o desenvolvimento social e das cidades, é a capacidade de impactar diretamente a vida das pessoas. Seja gerando empregos ou levando serviços a locais que não tinham acesso aos mesmos. “Quando a gente vê o impacto que a gente faz em uma região em relação a todos esses aspectos, eu me sinto satisfeito como um líder de empresa. Voltar e dar para o meu bairro uma loja e retribuir o que aquela comunidade me deu, para mim, é muito emocionante”, conclui.

A Semana Global do Empreendedorismo tem como objetivo estimular o debate sobre os desafios que envolvem ser empreendedor no Brasil. O Índice de Cidades Empreendedoras, realizado pela Endeavor, avalia 32 cidades sob a óptica de 60 indicadores e analisa aspectos que impactam a vida do empreendedor, como acesso ao capital e mercado. O Santander, patrocinador do evento e parceiro dos pequenos e médios empresários, acredita que essa é uma maneira de reforçar e fomentar o segmento, somando ao portfólio oferecido pelo banco aos empresários que vai desde a oferta de produtos e serviços financeiros, até a capacitação e o estímulo à internacionalização.

Leia também:
» Todas as dicas para ajudar o seu negócio a crescer

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Primeiro evento do Programa Avançar transmitido ao vivo contou com mais de 300 participantes

Notícias e Atualidades

Terreno Fértil para Emprego e Produtividade

Desenvolvimento

Day 1 2017 - Pedro Lima

Desenvolvimento

Day 1 | Guga e Lemann