Monte uma escala de trabalho eficaz

O gestor deve estar atento às leis trabalhistas. Processo é importante para aumentar a produtividade da equipe.

01-10-2018

Escala de trabalho


A legislação prevê a construção de diferentes escalas de trabalho, a fim não só de atender a necessidade da empresa, mas também de garantir qualidade de vida ao profissional.

A organização das horas de trabalho é essencial para assegurar o pleno funcionamento de uma empresa. Por isso, vamos mostrar a seguir os principais tipos de escala e dar dicas de como determinar o modelo ideal para o seu negócio!

O que é a escala de trabalho?

Basicamente, trata-se do horário de entrada e saída do colaborador, ou seja, o período em que ele precisa estar na empresa. A escala também estabelece os dias de serviço e de folga.

Ela varia de acordo com a profissão do indivíduo, por isso há uma série de peculiaridades dependendo da atividade. A escala é convencionada por acordos coletivos com categorias de trabalhadores.

Quais são os principais modelos de escala?

A escala de trabalho pode ser feita de diferentes maneiras, variando de acordo com a necessidade da empresa.

Por hora

O modelo por hora trabalhada é o mais comum: o colaborador deve se apresentar em horários e dias previamente definidos. Há variações, pois o cargo pode exigir flexibilidade. Por exemplo:

  • escala 5×1: o profissional tem direito a folgar 1 dia a cada 5 de trabalho. A jornada diária é de 7 horas e 20 minutos;

  • escala 6×1: a cada 6 dias, o funcionário deve folgar 1 dia. É obrigatório que ele folgue ao menos 1 domingo a cada 7 semanas;

  • escala 12×36: a cada 12 horas trabalhadas, o colaborador deve folgar 36 horas. A regra é a mesma para a escala 18×36.

Por turno

A empresa divide o dia em turnos e aloca cada equipe em um período. O turno pode variar de dia para dia ou de semana para semana. Há ainda a possibilidade de um turno específico, conhecido também com horário fixo. Por exemplo, pode existir um turno das 7h às 16h, mas também das 13h às 22h.

Flexível

Nesse caso, é permitida a variação entre a chegada e a saída do funcionário. Dependendo da empresa, é possível até definir o dia de trabalho. O colaborador precisa apenas cumprir a quantidade de horas semanais previamente determinada.

Trabalho integral

A denominação serve para o colaborador que trabalha entre 40 e 44 horas por semana. Aquele que não se encaixa nessa delimitação é chamado de trabalhador de meio período.

O colaborador em tempo integral tem um horário definido e, em geral, não precisa informar a entrada ou saída. Já para o colaborador de meio período, a variação se dá devido à sazonalidade de projetos, por exemplo.

Como montar uma escala de trabalho?

Para montar uma escala de trabalho produtiva, algumas diretrizes podem ajudar:

  • cheque junto ao sindicato e verifique na legislação as obrigatoriedades da jornada permitida pela categoria profissional. Analise também como é feita a divisão em outras companhias do mesmo setor;

  • antes de escolher o tipo de escala de trabalho, saiba qual é a necessidade do negócio, o ponto de flexibilidade e o período de maior produtividade;

  • seguindo as opções apresentadas, estabeleça o tempo mínimo de descanso do colaborador, evitando um ciclo superior a 6 dias seguidos;

  • cada profissional tem a sua especificidade. Por isso, monte a escala de acordo com o cargo;

  • depois de definir a escala por cargo, faça um planejamento para alinhar o serviço de toda a equipe, checando se o modelo está de acordo com a atividade produtiva.

Para garantir o bom funcionamento da escala de trabalho, mantenha um sistema que permita controlar o cumprimento da regra. Isso ajuda a verificar o resultado da ação posteriormente.

Gostou do artigo? Quer aprofundar seu conhecimento estratégico para atuar na sua empresa? Acesse a nossa página de cursos online!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Aprenda como fazer o cálculo de faturamento do MEI

Notícias e Atualidades

Como estruturar sua logística e garantir o sucesso da sua loja online

Desenvolvimento

Os novos empreendedores digitais com Romero Rodrigues Herman Kazah e Gustavo Arjones

Desenvolvimento

Dica 2 - Expansão de Negócios

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR