Como a energia solar está criando novas oportunidades de mercado

Energia solar foi um dos temas abordados em palestra de sustentabilidade do Programa Avançar em Foz do Iguaçu

26-09-2016
energia-solar-oportunidades-mercado-noticiasFoto: Foz do Iguaçu - 23/9/2016

É comum que muitos empreendedores relacionem a energia solar apenas a organizações grandes ou tecnológicas. No entanto, atualmente, diversos fatores e exemplos podem atestar que a energia produzida por uma placa fotovoltaica a partir da luz do sol também pode ser uma oportunidade atraente para as PMEs.

Hoje, os países que mais se destacam no setor são Alemanha, Estados Unidos, Itália Espanha e China. De acordo com dados do Ministério de Minas e Energia, em 2018, a expectativa é de que o Brasil seja um dos 20 países com a maior geração de energia solar do mundo.

"É a energia do futuro e é um mercado que está crescendo bastante no País", destaca Nasser Takieddine, responsável pela área de Sustentabilidade do Santander. Segundo ele, a tendência é que esse tipo de energia seja cada vez mais acessível. "Acredito que em torno de 3 anos será possível comprar painéis fotovoltaicos em grandes players de materiais de construção e um fornecedor parceiro irá instalar. Será quase como instalar um chuveiro", explica.

Para Takieddine, este é um dos mercados que está se desenvolvendo. A oportunidade foi enxergada pelo empreendedor Elvis Albarello, que abriu a Comuta Projetos de Engenharia em janeiro de 2016. Entre os diversos serviços energéticos oferecidos pela empresa estão a venda e a instalação de painéis fotovoltaicos, um dos carros chefes.

Sediada em Foz do Iguaçu, a companhia consegue operar a um raio de 300 quilômetros de distância. Para atuar no segmento, Albarello precisou aprender, por conta própria, a projetar, comandar e executar operações. Ele acredita que a experiência é o diferencial da empresa. A energia solar está engatinhando no Brasil e, por conta disso, são poucas as pessoas que entendem ou se especializaram. No meu caso, depois de muito estudo e pesquisa, consegui o know how para lidar com essas instalações, conta.

O empreendedor foi um dos participantes da palestra sobre Sustentabilidade promovida pelo Programa Avançar no dia 20 de setembro de 2016, em Foz do Iguaçu. Eu achei muito interessante a palestra e gostei de entender como o Santander lida com o tema hoje como empresa. Eu já sabia da linha de crédito oferecida e foi isso que me levou a abrir a conta da Comuta no Santander, relata ele.

Como ressalta o executivo do Banco André Hascal, que esteve no evento, o tema despertou o interesse dos clientes. É difícil um banco abordar isso em uma palestra e também foram dados muitos exemplos práticos que podem ser aplicados no dia a dia, para promover o uso racional da água e a eficiência energética.

Fazendas solares
Em 2015, a Apple anunciou que planeja a construção de uma fazenda solar que irá custar 850 milhões de dólares, para abastecer a operação da empresa na Califórnia. Este é o outro mercado com potencial de crescimento destacado por Takieddine.

Segundo ele, com a nova resolução publicada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) no final de 2015, é possível instalar uma fazenda solar e fornecer energia para diferentes pontos, ou empreendimentos, dentro da área de uma mesma concessionária. Desde o ano passado, tem muitos empresários que estão apostando nisso, pois o preço é bem mais em conta, explica.

Energia solar nas PMEs
Uma das principais barreiras para uma pequena ou média empresa implantar os painéis fotovoltaicos é o valor dos equipamentos. No entanto, é importante encarar a decisão como um investimento. Pense como um investimento e não como um custo, pois o negócio se paga. A tecnologia de LED é um exemplo vivo, diz Takieddine. Segundo ele, o retorno do equipamento varia entre 6 e 11 anos, de acordo com o custo da energia elétrica do local e a incidência solar.

Entre as vantagens oferecidas pela energia solar estão:

1. Baixo desperdício
Não há desperdício à noite, pois não a energia não é gerada e é quando, normalmente, diminui a demanda. Além disso, de acordo com ele, a perda por transmissão também é bastante baixa.

2. Baixo custo de manutenção do equipamento
Segundo o responsável pela área de Sustentabilidade do Santander, o equipamento dura entre 20 e 25 anos e tem custo de manutenção baixíssimo. É um vidro grosso, que aguenta até uma certa quantidade de pedra de granizo.


Leia também:

» Palestra mostra como aplicar a sustentabilidade na rotina das PMEs
» Franquias mostram como adotar práticas sustentáveis



Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Palestra promovida pelo Programa Avançar discute o tema empreendedorismo

Notícias e Atualidades

“A palestra foi essencial para a construção do nosso planejamento estratégico”, diz Miriam Pereira, da Blumenau Iluminação