Como transformar sua empresa em influenciadora nas redes sociais

Não basta a empresa ter atuação em redes sociais, a organização precisa tornar-se influente na internet

15-05-2017

Foto: Shutterstock

Uma empresa investir em atuação digital já é mais do que necessário. Entretanto, não basta criar um perfil em uma rede social e achar que os resultados irão crescer sozinhos: na internet, para conquistar novos seguidores e potenciais clientes é preciso ser influente – ou seja, ter impacto direto no comportamento e decisão de pessoas.

Isso significa que a organização precisa construir, nutrir e desenvolver uma comunidade online – e engana-se quem pensa que é tarefa fácil conquistar e fidelizar essas pessoas: o esforço é intenso e contínuo; e o segredo está em criar e produzir conteúdos relevantes para o grupo, além de interagir com ele.

O primeiro passo para tornar-se influente nas redes sociais, portanto, é criar um conteúdo de qualidade. Como? Conhecendo o público que quer atingir. O que essas pessoas querem ouvir? O que irá fazer com que elas procurem a marca? É preciso analisar o mercado e o comportamento de compra dos potenciais clientes para acertar na hora de criar novos posts, artigos e até mesmo campanhas.

Para avaliar se a produção de conteúdos está indo no caminho certo, a empresa precisa analisar, constantemente, dados de visitas e interação em suas páginas. O gosto e preferência de potenciais clientes é o que deve guiar a produção e criação de iniciativas – se os consumidores não estiverem atentos à página da organização, provavelmente o planejamento estratégico não está sendo efetivo.

Além dos dados, é preciso estar sempre atento ao que os usuários estão falando sobre a empresa. Interagir com elogios realmente ajuda a potencializar a imagem positiva da organização, entretanto, a companhia nunca pode deixar de responder uma crítica online. As informações são compartilhadas na internet de forma instantânea, e uma corporação pode prejudicar seu posicionamento para sempre caso fique conhecida como uma empresa que não atende bem seus clientes.

Essa interação pode ser feita, inclusive, com outras empresas influenciadoras na internet. Com a parceria, a página e a marca tendem a ganhar mais credibilidade no mercado, conquistando novos seguidores e, consequentemente, potenciais clientes. Se o serviço ou produto da organização pode complementar o de outra companhia, por que não divulgarem as duas juntas de maneira criativa?

O fluxo de conteúdo disponibilizado também é importante. Utilizar a rede social uma vez por mês é sinônimo de esquecimento. Preparar um plano de divulgação mensal, com tudo o que deve ser divulgado, além de facilitar a produção de conteúdo – muito mais assertivo –, garante que a página esteja sempre em alta dentre os usuários. Os posts e campanhas podem ser pensados de acordo com datas festivas e temas relevantes para determinado mês.

Com o tempo, uma empresa que se preocupa em criar um conteúdo direcionado e interagir com seus usuários de forma estratégica, só tende a crescer nas redes sociais – afinal, quanto mais pessoas conquistar, mais sua página será compartilhada.

Entretanto, a organização precisa ter em mente que tudo o que divulga online, precisa cumprir na vida real: usuários estão sempre atentos às atitudes da companhia – e nenhuma empresa vai querer ser reconhecida no mercado como um local que promete, mas não faz.

Veja também:
» Quero que minha empresa cresça: as principais notícias sobre gestão, mercado, marketing, estratégia e finanças
» Conexões: os cases de sucesso que indicamos conhecer
» Cursos online que disponibilizamos para você e seus funcionários
» Construindo Equipes: anuncie suas vagas gratuitamente conosco
» Desenvolvimento: as ferramentas essenciais para gerir o seu negócio

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Você conhece a estratégia da obsessão pelo cliente?

Notícias e Atualidades

Como transformar Storytelling em Storyselling

Desenvolvimento

Pesquisa de mercado

Desenvolvimento

Definindo Vendas: Arte, Tecnologia e Ciência