Como ter controle do orçamento seguindo 3 dicas básicas

Crescimento só acontece quando as finanças são conhecidas em detalhe e a gestão conta com as ferramentas certas.

30-04-2018

como-ter-controle-orcamento

O controle do orçamento vai muito além de verificar o saldo da conta bancária da empresa ao fim do mês. Ele envolve identificar custos e despesas correntes, planejar a folha de pagamento e os impostos, além da estratégia de investimentos da empresa.

Como acreditamos que essa seja sua meta, é hora de conhecer os principais métodos e processos para controlar as finanças mais de perto. Vamos às três dicas básicas!

 

1. Identifique custos e despesas

Pode parecer incrível, mas há empreendedores que tocam seus negócios sem saber exatamente quanto lucram e, principalmente, o quanto gastam para continuar suas atividades.

Esse é um erro comum em pequenas, médias e microempresas. Por isso, a dica número um é: saiba exatamente o que é custo e despesa. No caso dos custos, considere também as seguintes subdivisões:

  • fixos — todos que não variam com o tempo, ou se mantêm estáveis por longos períodos. Ex: contas de água, luz e internet;
  • variáveis — variam conforme sua produção aumenta ou diminui. Ex: compra de insumos e matérias primas;
  • semivariáveis — dado um período de tempo, o que é custo fixo pode apresentar variação, até mesmo por causa de sazonalidades. Ex: contas de luz que aumentam em períodos de maior consumo, como o verão.

 

2. Planeje a folha de pagamento e os impostos

Tenha em mente que boa parte do seu orçamento é direcionado para a folha de pagamento dos seus funcionários. Além dos salários, ter funcionários implica também no pagamento de impostos e tributos como o INSS Patronal, no caso das empresas optantes dos regimes de Lucro Real e Lucro Presumido. Somado a isso, temos encargos como o FGTS e INSS e outros tributos como PIS e Cofins.

Já pensou lidar com tudo isso sem um planejamento tributário e contábil que dê conta do tamanho desse desafio? Priorize desenvolver uma estratégia que garanta o cumprimento de todas as suas obrigações fiscais e com seu pessoal.

3. Invista em tecnologia e digitalização

A Receita Federal já tornou digital a apuração dos impostos a recolher e esse é um processo que avança a cada dia. Isso implica mais investimentos em softwares de gestão que permitam ao seu negócio não só cumprir com seus deveres perante o fisco, mas também projetar suas receitas.

As vantagens da digitalização mereciam por si só um artigo, mas em linhas gerais podemos dizer que:

  • melhora a comunicação interna;
  • torna os processos mais visíveis;
  • aumenta os mecanismos de detecção de falhas;
  • atua como business intelligence (BI);
  • facilita aspectos como gestão de estoque e controle de pagamentos.

 

Incorporando a tecnologia digital às rotinas administrativas de seu negócio, o controle orçamentário fica menos complexo, abrindo novas possibilidades de crescimento. Ficou claro para você a importância de ter um orçamento perfeitamente ajustado?

Agora que você sabe como começar a controlar o orçamento da sua empresa, que tal assinar nossa newsletter para receber artigos tão úteis quanto este? Suas finanças agradecem!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Pequenos negócios sustentam geração de emprego pelo quinto mês consecutivo

Notícias e Atualidades

Aprenda como fazer o cálculo de faturamento do MEI

Desenvolvimento

Mentoria Online | Gestão Financeira

Desenvolvimento

Análise Econômica

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR