Como avaliar se a sua equipe está composta por bons vendedores

Satisfazer as expectativas do cliente deve ser habilidade essencial

18-04-2017

avaliar-equipe-bons-vendedoresFoto: Shutterstock

Um bom vendedor não é, apenas, um profissional que tem conhecimento sobre os produtos e serviços que vende – isso é possível adquirir com cursos e treinamentos –, e sim uma pessoa determinada, que tem a habilidade de fazer uma venda pensando em, exclusivamente, satisfazer as expectativas do cliente.

Cada segmento pede um perfil de vendedor diferente, mas há seis características básicas em um bom profissional de vendas. Veja como avaliar se a sua equipe está composta por bons vendedores:

1. DISPOSIÇÃO
Um bom vendedor deve ter disposição de atender a clientela da melhor maneira possível. O profissional precisa ajudar o consumidor a encontrar soluções para suas necessidades e mostrar saber resolver qualquer problema. Com um bom atendimento, o comprador tende a confiar mais no produto ou serviço, fechando a compra.

2. COMUNICAR-SE BEM
Introversão não é uma característica esperada de um vendedor: o profissional precisa falar com entusiasmo, clareza, confiança e sem cometer erros de português. Saber expor ideias e responder a qualquer pergunta sem pestanejar é fundamental para estabelecer, novamente, uma relação de confiança entre o comprador e o produto ou serviço.

3. CURIOSIDADE
Proatividade é requisito fundamental em um vendedor, que deve ir atrás do seu cliente – não esperar que o consumidor fique o procurando. Além disso, o profissional precisa ser curioso e manter-se atualizado às tendências – sempre se preparando para criar estratégias e negociar com o comprador.

4. CRIATIVIDADE
Quem não é criativo, definitivamente, não consegue conquistar um cliente por muito tempo. A criatividade auxilia o vendedor a desenvolver contra-argumentos e soluções instantâneas, superando as expectativas do consumidor.

5. HABILIDADE
Para ser vendedor, é preciso gostar de vender e estar preparado para os desafios diários: reclamações, clientes desistindo de compras, vendas complexas, consumidores indecisos. É preciso ter orgulho da profissão para que, diante dos imprevistos, saiba recomeçar novamente em uma nova venda.

6. AUTOCONFIANÇA
É preciso ter autoconfiança enquanto conduz uma venda. Clientes só irão confiar no vendedor se ele demonstrar certeza em suas colocações. Por esse motivo, é preciso conhecer a fundo os produtos e serviços oferecidos, além do perfil de comprador do local em que trabalha, para sempre estar preparado para uma compra difícil.

Por esse motivo, evitar abrir a caixa de entrada é fundamental. Reservar um dia para verificar os e-mails e organizar-se para voltar pode ser uma boa solução. É importante deixar avisado que, em casos urgentes, o contato deve ser feito por telefone – reiterar que apenas em situações emergenciais.

Veja também:
» Quero que minha empresa cresça: as principais notícias sobre gestão, mercado, marketing, estratégia e finanças
» Conexões: os cases de sucesso que indicamos conhecer
» Cursos online que disponibilizamos para você e seus funcionários
» Construindo Equipes: anuncie suas vagas gratuitamente conosco
» Desenvolvimento: as ferramentas essenciais para gerir o seu negócio

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Você conhece a estratégia da obsessão pelo cliente?

Notícias e Atualidades

Como transformar Storytelling em Storyselling

Desenvolvimento

Boas práticas de merchandising

Desenvolvimento

Branding: da estratégia ao lucro