Como alinhar o empreendedorismo com a maternidade

Empreendedora criou seu próprio negócio enquanto estava grávida

12-05-2017

empreendedorismo-com-maternidadeFoto: Shutterstock

Como conciliar a maternidade com um cargo dentro de uma multinacional, que exigia viagens constantes e horas extras trabalhadas? Esse questionamento fez Mariane Tichauer começar a repensar sua carreira como executiva de telecomunicações, quando esperava a primeira de suas três filhas.

Não demorou muito para que Mariane optasse por pedir demissão de seu cargo e procurasse outras opções de renda mais flexíveis. Foi aí que o empreendedorismo começou a fazer parte da sua rotina. À princípio, a ideia era investir em uma empresa de turismo. Após cursos e a estruturação do plano de negócios, no entanto, sua vida tomou mais uma vez um rumo diferente.

Grávida da segunda filha, Mariane começou a perceber uma inquietação pessoal e de outras conhecidas acerca de produtos voltados para bebês. “Nas lojas, encontrávamos produtos sempre iguais, padronizados e sem variedade alguma”, relembra. “Quem tinha condições, viajava para outros países em busca de diversidade, quem não, precisava se contentar com a mesmice oferecida pelas lojas. Foi então que percebi uma oportunidade de atuação”.

Os cursos, Mariane já tinha; a estrutura de um plano de negócios, também – bastava transformá-lo para sua nova ideia: criar uma importadora de produtos infantis. “Eu já havia me preparado para empreender por meio de cursos, mas tive que me dedicar a compreender como funcionava o processo de importação no Brasil”.

Como os gastos dos pais com os filhos no primeiro ano de vida são os que mais movimentam o mercado infantil, a ideia de Mariane tinha tudo para dar certo. “No começo, a ideia é entusiasmo. Por isso, você precisa estar bem preparada para vendê-la para clientes, parceiros e investidores”, explica, ao afirmar que é preciso ter paciência e perseverança na hora de estruturar o próprio negócio.

A Itté, por fim, foi inaugurada, iniciando suas atividades como importadora e distribuidora de produtos para boutiques especializadas e também para consumidores finais, via e-commerce. O mercado competitivo, no entanto, fez com que, em 2011, a empresa passasse a focar suas atividades exclusivamente em importação e distribuição. A expansão, então, foi imediata.

Atualmente, a Itté tem mais de 100 pontos de vendas e distribui para todo Brasil, com lojas parceiras em todas as regiões do país. Entre os segmentos atendidos, estão brinquedos, decoração, puericultura, que inclui produtos para alimentação e cuidados com a higiene, e vestuário. “Para o futuro focaremos, também, nos segmentos de papelaria, no setor escolar e também no de esportes”, planeja Mariane.

Empreendedorismo e maternidade
Como empreendedora e mãe, Mariane enfrentaria mais um desafio: cuidar de três filhas e, ainda, gerenciar sua própria empresa. “No começo, o desafio foi maior. Por isso, tive que aprender a me organizar e planejar – tanto pessoal, como profissionalmente”, relembra.

De São Paulo, a empreendedora se mudou para Campinas. Agora, o trabalho e a escola das filhas ficam perto de sua casa, possibilitando almoço juntas todos os dias e horários mais flexíveis. “O segredo está na dedicação”, explica Mariane. “Se preciso viajar, me organizo previamente. Se uma delas fica doente, me dedico apenas a ficar com ela durante o dia, sem levar tarefas extras para casa. É preciso saber separar o trabalho da vida pessoal. Assim, as coisas ficam muito mais fáceis e leves”.

Veja também:
» Quero que minha empresa cresça: as principais notícias sobre gestão, mercado, marketing, estratégia e finanças
» Conexões: os cases de sucesso que indicamos conhecer
» Cursos online que disponibilizamos para você e seus funcionários
» Construindo Equipes: anuncie suas vagas gratuitamente conosco
» Desenvolvimento: as ferramentas essenciais para gerir o seu negócio

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Número de MEIs ultrapassa a marca de 9 milhões

Notícias e Atualidades

O que são negócios de impacto social?

Desenvolvimento

O Direito na vida do empreendedor

Desenvolvimento

Gestão de Riscos: finanças na prática

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR