Casal empreendedor fatura R$ 30 milhões com loja virtual

Conheça a trajetória de sucesso dos donos do site Enjoei.

25-05-2015
 casal-empreendedor-fatura-30-milhoes-noticias Foto: Divulgação



A primeira sementinha do empreendimento do casal Tiê Lima (35) e Ana Luiza McLaren (33) surgiu de uma “limpa no armário”, em 2009. Na época, Tiê era da área de design e Ana Luiza, publicitária, mas os dois já trabalhavam com e-commerce. Ana Luiza estava em seu pequeno apartamento, no Rio de Janeiro, tirando as roupas que não usava mais do armário, quando os dois tiveram a ideia de montar um blog para vender essas peças de que ela havia enjoado.

Inicialmente, a página, apelidada de 'Enjoei', era apenas um hobby, mas já registrava um número considerável de visitantes. Três anos depois, os dois decidiram largar seus trabalhos fixos e investir na loja virtual como um empreendimento. “Decidimos colocar escala com a criação de sistemas de curadoria e pagamento em uma coisa que já tinha alma”, disse Lima. O blog evoluiu, então, para um site onde os usuários compram e vendem roupas femininas, masculinas e infantis, acessórios, utensílios para casa e até aparelhos eletrônicos.

Hoje, o site tem um visual muito dinâmico e divertido e recebe por dia, em média, 10 mil novos produtos cadastrados. Uma equipe de curadoria analisa se o artigo será publicado para venda ou não. A empresa fica com 20% do valor da venda e, com esse modelo de negócio, faturou R$ 30 milhões de reais em 2014.

Segundo Tiê Lima, as dificuldades iniciais foram a falta de uma estrutura sólida e amadurecimento. “Nós tínhamos muitas tarefas para realizar e é difícil ter um amadurecimento rápido', disse. Apesar disso, o site começou a crescer em um ritmo muito acelerado e, em 2013, o casal foi procurado por fundos de investimentos que fizeram aportes de R$ 28 milhões de reais (fundo Monashees Capital e BVP Fundo de Investimento). “Aceitamos a primeira rodada de investimentos para escalar o negócio já que precisávamos de orientação para deixar mais profissional e se desenvolver”, explica Lima. No final do ano passado, a empresa aceitou os investimentos de outros fundos para investir em marketing, ampliar o time de tecnologia e amadurecer em outros setores.

Ao ser questionado sobre o que diferencia o Enjoei de outros sites de venda, o empreendedor acredita que é o zelo pela qualidade: “colocamos uma curadoria em cima de todos os produtos, nos preocupamos com a qualidade, tecnologia. Entendemos que fazemos a intermediação de pessoas vendendo pra pessoas e não alguém representando todos os produtos”. Segundo ele, o objetivo da empresa é garantir que a transação dê certo entre os usuários e, caso não saia como o esperado, o site interfere e oferece o suporte para ambos os lados, mantendo os direitos básicos do consumidor.

Hoje, a empresa está sediada na capital paulista e possui 80 funcionários. No entanto, as dificuldades ainda existem. Segundo Lima, as principais são:

1 - É preciso estar preparado pra uma empresa que cresce sempre

2 - Ter uma estrutura de atendimento que satisfaça o cliente

3 - Manter a eficiência do time

4 - Ter uma estrutura eficiente e preparada para o mobile. “Enquanto a marca está se consolidando, temos cuidado e carinho por ela, e, neste momento, nos dedicamos a investimentos em mobile”, conta Lima.

O site Enjoei tem hoje mais de 2 milhões de curtidas na página oficial no Facebook. Para Lima, se você faz um negócio ou produto direcionado para as pessoas com dedicação, a atração de novos usuários acaba ocorrendo de maneira natural. A expectativa dos donos é alcançar cada vez mais pessoas e transformar o hábito das pessoas em relações aos bens materiais que elas têm em casa e não usam mais, mas ainda gostam. A perspectiva de faturamento da empresa para 2015 é entre R$ 80 e R$100 milhões.




CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

5 características das startups para incorporar em seu negócio

Notícias e Atualidades

O que são negócios de impacto social?

Desenvolvimento

Day 1 2017 - Caio Bonatto

Desenvolvimento

Day 1 2017 - Paola Carosella

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR